Criando uma empresa de valor

3 passos para atrair mais clientes.



Abrir uma empresa já é um sonho que nem todos conseguem colocar em prática. Daqueles que ousam se aventurar como empresário, apenas 50% passam do 3º ano, segundo o IBGBE.

Depois desse primeiro período, a situação não melhora, pois de cada 10 empresas, seis fecham antes de completarem cinco anos, de acordo com outro dado do IBGE.

Muitos são os vilões que impedem a empresa de alçar voo e passar pela turbulência dos primeiros anos. Você pode atribuir os insucessos à alta tributação, crise financeira, entre diversos outros fatores.

Realmente são problemas reais, que atrapalham sim o desempenho, ainda mais se somarmos com a nossa falta de experiência inicial em manter um empreendimento, mas você já parou para pensar que os seus concorrentes enfrentam ou já enfrentaram praticamente os mesmos desafios?

Então não adianta achar que é só você tem diversos problemas para manter o seu sonho nos trilhos. O jeito é se diferenciar no mercado, buscar alternativas, estar antenado com as práticas mais inovadoras para sobressair à concorrência.

Se as coisas não estão fáceis, pense no que pode ser feito com o seu orçamento. É importante questionar se as pessoas realmente conhecem o seu produto. Temos a tendência de superestimar as nossas ideias e pensamos que a nossa empresa é muito conhecida e que oferece produtos de qualidade muito superior, mas será que isso é verdade ou percebido pelo consumidor?

O jeito é pesquisar. Converse com as pessoas, faça perguntas aos consumidores, compre os produtos da concorrência e analise com calma e compare com os seus. De repente, eles podem ser melhores em um ponto e perderem para o seu em outro ponto. Sabendo disso, você pode explorar ainda mais os pontos de diferenciação da sua mercadoria.

Sabe o que estão falando sobre você?

Pode parecer óbvio, mas você já viu os comentários que as pessoas deixam nas suas redes sociais? Você já pesquisou a sua empresa no Google? Sabe como está a sua reputação no reclame aqui? O cuidado com o cliente é fundamental para cuidar da reputação.

Navegue por hashtags, tente entender as opiniões, com certeza isso vai ajudar no desenvolvimento no produto para implementar melhorias que façam a diferença para quem realmente importa: o consumidor.

Caso você não acredite que a opinião do público realmente possa contribuir para a melhoria do seu faturamento, saiba que existe um livro chamado Sabedoria das Multidões, em que o autor James Surowieck demonstra por meio de pesquisas e experimentos como funcionam três tipos diferentes de sabedoria do povo: conhecimento, coordenação e cooperação.

Dos cases explorado no livro, tem um muito emblemático, que praticamente define todo o conceito de Surowieck. Na verdade, é a primeira história relatada, em que uma multidão em uma feira do condado supôs exatamente o peso de um boi quando o cálculo da mediana de suas suposições foi realizado. O resultado ficou mais perto do peso verdadeiro do boi do que as estimativas da maioria de membros da multidão, inclusive, o cálculo foi mais certeiro do que as estimativas separadas feitas por peritos em gado.

Isso quer dizer que nem sempre uma opinião isolada pode estar certa, mas um conjunto de críticas pode gerar insights importantes sobre o seu modelo de negócio ou produto.

Entrar na era digital

Estar na internet é obrigação de qualquer empresa, independente do porte, pois é uma forma muito eficiente de aumentar os touchpoints, que é o primeiro contato que os consumidores têm com a marca.

Se ainda falta verba para fazer o site que você gostaria, há soluções que são simples como investir em uma conta no Wix, fazer um blog simples, mas agradável visualmente, ou tentar encontrar profissionais freelance por meio de sites como o Workana.

Para não complicar, inicie com as redes sociais. Marque presença no Youtube, Facebook, Instagram e tente compartilhar seus produtos no Mercado Livre, por exemplo.

Não hesite em realizar cursos de marketing digital e investir em ferramentas de divulgação online. Outra dica é criar um blog e dar dicas sobre assuntos que sejam relacionados com a sua área de atuação.

Invista em publicidade

Certa vez, Henry Ford disse “se eu tivesse apenas um dólar, eu investiria em publicidade”. Foi-se o tempo em que bastava montar o seu comércio, abrir as portas e colocar uma placa “estamos funcionando” para atrair curiosos e possivelmente vender a eles.

Tem muito mais por trás disso. É importante diversificar o modo como você divulga a sua empresa. Deixe um orçamento separado para fazer ações como ter no mínimo um cartão da empresa, criar folders, divulgar promoções em revistas que tenham a ver com o seu setor, fazer panfletagens, se for o caso contratar uma agência de publicidade para fazer materiais como outdoors e campanhas em geral.

Claro que se você está sem verba, invista no mais simples, faça publicações pagas nas redes sociais, se as pessoas não ouvirem falar sobre o seu produto, você não vai ter como atrair os clientes. Em um mundo saturado de informações e opções, não divulgar o seu comércio é se tornar mais um em meio de todos e esperar que os clientes caiam do céu.

Comece já a colocar em prática estas três dicas e veja os resultados que você pode ter. Pesquise, vá atrás de cursos que falem um pouco mais sobre o tema e entenda que é muito importante sonhar, mas saber como fazer o caminho que leva a um sonho realizado é mais importante ainda.

Gostou das dicas? Então compartilhe e envie para aquelas pessoas que começaram a empreender e estão buscando soluções para as suas empresas.


Por: Henrique Sanches
Postado em: 07/06/2018

Artigos relacionados:

5 dicas para a sua empresa não parar no tempo.

5 fundamentos para uma vida financeira saudável.

Construindo a própria sorte.

Além da dívida: por que nos endividamos e como acabar com este círculo vicioso?.